11 passos simples para desenvolver a criatividade (o 6 é o meu preferido!)

terça-feira, 17 de julho de 2018


O que mais ouvimos as pessoas a comentar sobre si próprias neste meio dos blogs e dos canais de youtube é: eu não tenho criatividade! Aposto que até vocês já chegaram a um momento em que pensaram deixar de fazer alguma coisa, deixar o blog de lado, não começar numa nova rede social porque sentiram que vos faltava esta característica. Mas a boa notícia que tenho para vos dar é que é possível desenvolver-mos a nossa criatividade e, na realidade, é mais fácil do que pensamos.

Dou por mim a navegar no Pinterest , no meio dos meus brainstormings, e chego à conclusão de que surgem insights de todo o lado, quando nós estamos abertos a que isso aconteça. E acreditem, é complicado estar disposto a deixar a preguiça e pôr mãos à obra. Tal como a memória, a criatividade é algo que melhora e aumenta com a prática. ~ Como assim Vera? ~ É preciso ir atrás para que isto se possa desenvolver.

E como seria de esperar, para facilitar a vossa vida, juntei uma série de dicas que penso serem muito úteis - não só para quem trabalha neste meio - mas para qualquer pessoa que tenha um trabalho que exija estar constantemente a criar coisas novas e diferentes.

1. Anotar todas as ideias

O ideal é terem um bloco de notas no telemóvel para poderem anotar as coisas a qualquer hora e em qualquer lugar. Mas para mim, que sou mais tradicional, o papel e a caneta continuam a ser essenciais e, por isso, tenho sempre um caderninho na minha mala para anotar tudo o que surgir.

2. Escrever apenas por escrever

Quando escrevemos por "obrigação" parece que as ideias não fluem, que não nos vem nada à cabeça. Mas existem alguns momentos em que temos vontade de escrever, seja o que for, podem até ser pensamentos aleatórios, mas escrevam. Deixem a vossa imaginação comandar.

3. Fazer coisas diferentes/fugir da rotina

A rotina e a monotonia tendem a deixar-nos menos criativos, porque simplesmente não vivenciamos coisas diferentes. A criatividade surge a partir de experiências fora do comum, ou simplesmente de quando fazemos algo ao qual não estamos habituados. Por isso, sair da rotina, nem que seja para fazer uma caminhada ao ar livre, pode deixar-vos mais propensos a estudar ou a desenvolver algum tipo de conteúdo.

4. Viajar

Eu sei que nem toda a gente tem a possibilidade de ir para fora do país. Mas quando falo em viajar falo, mais uma vez, sobre fazer uma coisa diferente do habitual. Podem apanhar um comboio e ir para uma cidade diferente, isso já vos vai permitir ver e viver coisas novas e vai abrir os vossos horizontes. Claro que se puderem visitar outros países é maravilhoso!

5. Ler

6. Procurar conhecimento

Atualmente conseguimos encontrar artigos e pesquisar tudo o que quisermos à distância de um clique, como se costuma dizer. Se temos esta possibilidade e se, ao contrário de antigamente, não precisamos de passar horas numa biblioteca ou fazer cursos específicos para aprender sobre algum assunto, eu acho que devemos aproveitar. Procurem coisas sobre assuntos que vos interessem, nem que seja para lerem um bocadinho antes de dormir, vai ajudar a refrescar os vossos pensamentos.

7. Encontrar um ou vários lugares inspiradores

Toda a gente tem um sítio onde se sente mais motivada, ou inspirada. Pode ser em casa, numa divisão específica, num jardim, num café, onde quiserem. Encontrem um lugar onde se sintam bem e concentrados para poderem criar seja o que for.

8. Conhecer pessoas novas

9. Ver filmes/séries

Aderi ao Netflix recentemente e, deixem que vos diga, nunca pensei que fosse ter um impacto tão grande na minha vida. Ver um episódio de uma série, nem que seja sobre um assunto aleatório, cria tantas ideias e pensamentos na minha cabeça que às vezes até sonho com essas coisas enquanto durmo. É surreal o poder que os filmes e séries têm de nos fazer viajar e, consequentemente, de pôr a nossa imaginação a funcionar!

10. Fazer brainstorming

11. Fazer um período de respiro

O que é um período de respiro?

Na verdade acabei de inventar esta expressão. Basicamente significa estar um tempo afastado da internet e das redes sociais. Todos os dias acedemos ao instagram, por exemplo, e quando o fazemos somos influenciados por centenas de pessoas que, ainda que não sejam bloggers ou influenciadores digitais, ainda que sejam apenas os nossos amigos ou conhecidos, estão ali a fazer stories e a mostrar a sua vida.

Muita gente não pensa nisto desta forma, mas às vezes estamos a ter um dia de merda e quando vamos ao instagram só vemos pessoas felizes, a passear, a comer uma coisa deliciosa, a viajar... o que for. E a realidade é que isso ainda nos deixa mais para baixo. Mesmo sem perceber acabamos por começar a dizer mal da nossa vida e a desejar tudo aquilo que os outros têm, mas a realidade é que ninguém tem uma vida perfeita e, obviamente, 99% das pessoas que vocês seguem só vão partilhar as coisas boas, e nunca os momentos maus.

Por isso, na época de exames fiz uma espécie de detox: desinstalei todas as redes sociais do meu telemóvel e fiquei assim por mais ou menos uma semana. Acreditam que tinha muito mais vontade de estudar e que conseguia ser muito mais produtiva?

Pensei nisto e decidam qual a melhor forma de focarem nos vossos objetivos.

Enviar um comentário

© planyar. Design by FCD.